Erros que todo intercambista comete sem saber

Olá, viajantes….

Quem nunca viajou e ficou na dúvida do que pode e do que não deve fazer no exterior? Do que é permitido e do que é proibido? Alguns países são extremamente rigorosos quanto a aplicação de suas leis e punem severamente quem for pego cometendo tais delitos. Por isso, muito cuidado na hora de desembarcar em terras desconhecidas e passar por uma bela de uma saia justa.

No post de hoje vamos falar sobre 6 leis que, diferente do Brasil, lá na gringa funcionam muito bem, obrigado. Então, PAY ATTENTION nas informações para não cometer esses vacilos, caso contrário, você poderá ser ‘convidado’ a interromper seu intercâmbio, pagar multa para o Estado local e ainda ser deportado do país correndo sérios riscos de perder o direito do visto e até ser preso.

1 – DOWNLOAD PIRATA, NEVER!

Que pirataria é crime isso todo mundo já sabe! Mas, a falta de fiscalização dos órgãos competentes do nosso país, aliada ao famoso jeitinho brasileiro, faz com isso se torne praticamente impossível de punição por aqui. Porém, nem pense nessa possibilidade se estiver no exterior. Beleza? Lá fora, o negócio funciona mesmo!

Há casos recentes de intercambistas brasileiros que resolveram fazer downloads ilegais de séries no Canadá, no entanto, arrumaram um problemão! Foram rastreados e tiveram que dar explicações para a polícia local. O resultado: Perderam o direito de concluírem o intercâmbio e acabaram deportados de volta.

Apesar de ser raro de acontecer, a punição pode chegar no montante de até 3 mil dólares canadenses. Há países ainda mais severos nesse assunto como os Estados Unidos, Holanda, França, Alemanha e Japão.

2 – FORA DA FAIXA DE PEDESTRE, NÃO PODE!

Se tem uma coisa que o povo australiano sabe muito bem é que as leis devem ser levadas a sério. Muita coisa é proibida nesse país, uma delas, é atravessar a rua fora da faixa de pedestres ou quando o sinal estiver fechado para o mesmo. Isso é crime e passível de uma bela multa a ser paga ao governo.

Nada de sair correndo ou atrapalhando o trânsito na Austrália mesmo se estiver atrasado, heim? Se por ventura, sair do eixo permito enquanto vai de um lado para o outro das avenidas, esteja ciente de que eles estarão de olhos bem abertos. Não deixarão você escapar e nem aceitarão suas desculpas.

Melhor é ficar na faixa e esperar o sinal verde para você poder atravessar tranquilamente se não quiser passar um certo constrangimento e ter que desembolsar para os cofres australianos, nada mais que, 200 dólares (aproximadamente 500 reais).


Faixa de Pedestre

3 – KEEP CALM E DESLIGUE O CELULAR

Quem desembarca no país de destino, além do cansaço e a vontade de avisar a família que chegou bem, é preciso passar pelo processo de imigração onde é verificado os carimbos dos vistos, documentos e tudo mais. O objetivo é sair ileso do temido interrogatório e ouvir o famoso: seja bem-vindo!

Todavia, o que muitos não sabem é que durante esse procedimento, é extremamente proibido o uso de aparelho móvel ou qualquer tipo de equipamento tecnológico enquanto estiver dentro da área de segurança.

Usar esses utensílios podem atrapalhar a entrevista com os agentes e mesmo com toda documentação necessária, eles poderão te mandar de volta. É melhor manter a calma, responder as perguntas quantas vezes forem necessárias, sem confusão e nada de eletrônicos, né…

Desligar celular

4 – TOMAR UMAS BREJAS PELAS RUAS, É VACILO!

Fora o território brasileiro, a maioria dos países não permite que as pessoas tomem bebidas alcoólicas enquanto transitam pelas ruas ou estão em determinados estabelecimentos. Algumas regiões dos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Espanha, Inglaterra aplicam punições que doem no bolso de qualquer pessoa, imagina de quem vai para fazer intercâmbio.

E não é só nas ruas! Em muitos lugares, não pode ingerir bebidas em determinados horários.  A proibição vale também para recintos públicos como praças, praias, calçadas. Nesses ambientes, é fácil identificar placas informando sobre a regra.

O ideal é ter conhecimento de como essa lei funciona no país e pesquisar quais os locais permitidos, se você não quiser ser barrado por algum policial, ser questionado e finalizar vendo sua bebida indo embora ou despejada no ralo.

Cerveja

5 – NÃO ENTRE COM COMIDA!

Passar horas dentro de um avião é muito cansativo, principalmente se o destino for do outro lado mundo. Para isso, é costume que os viajantes se preparem e levem sempre na mochila, aquele lanchinho para quando bater a fome, poder ir degustando até mesmo como um passatempo.

Porém, se o seu destino for a Nova Zelândia, nem pense em levar nenhum tipo de comida dentro da mala. Biscoitinhos, sanduíches, refrigerantes…não! Nada disso pode! Eles passam seus objetos pelo raio-x e se for detectado, tens que ter ótima desculpa sobre o ocorrido.

A multa para esse tipo de infração ‘sem querer’ gira em torno de 400 dólares neozelandês. É melhor comer enquanto estiver no avião para evitar tal descuido e se ficar com fome, se alimente antes ou espere sair do aeroporto.

comida

6 – TICKETS DE TRANSPORTE

Já é um sufoco se locomover com tantas de formas de pagamento para o uso do transporte público no Brasil. Agora, imagina você na gringa e tendo que comprar bilhetes em meio às diversas opções de mobilidade urbana…

Na Irlanda, por exemplo, são três meios de transportes que atendem a população. O DART (Dublin Area Rapid Transport, os ônibus da Dublin Bus e o LUAS (que significa ‘velocidade’), uma espécie de bonde sobre trilhos.

Acontece que muitos brasileiros, estranham o fato de muitas estações serem sem catracas e acabam achando que é de graça. Contudo, a compra da passagem é feita em máquinas nas proximidades de cada estação. E se você entra em uma LUAS, logo vem o fiscal pedir o bilhete, caso não tenha em mãos, fique ciente do mico.

transporte publico

2 comentários sobre “Erros que todo intercambista comete sem saber

  1. Há mesmo casos de deportação por causa de download ilegal? Mesmo em pequena quantidade e após esclarecidos o mal entendido? Eu li que em na maioria dos casos você apenas recebe uma notificação, duas no máximo e caso a pessoa não faça mais downloads ilegais o caso para por ai.

    1. Oi, Kaue…esse caso ocorreu recentemente com um brasileiro. De qualquer forma, é melhor seguir as regras dos países, né? Obrigado pelo comentário 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s